9.05.2007

A rotina ainda não voltou e eu sinto o peso da responsabilidade a pesar-me nos ombros.
Vou ser muito sincera: o facto de andar sempre a mudar de casa faz com que me sinta por momentos presa por demais a um dos pais! E não deveria ser assim (ou se calhar até sim, porque a minha vida é mais ampla)...

Dia 10 de Setembro regresso a Portugal e muitas foram as crises de choro que já me deram. Não acho correcto deixar um dos pais quase um ano sem nos ver...
Mas eu quero seguir a minha vida, entrar neste décimo segundo ano com toda a minha força possível para depois integrar a faculdade de Medicina.
Mas confesso, tenho MEDO. Muito medo...
De não ser capaz, de passar a vida a queixar-me com a quantidade de trabalho, de ir abaixo! Eu sei lá.

Enfim, a vida é mesmo isto. Não quero pensar mais nisto hoje! Vou passear, isso sim :)

5 comentários:

Delfim Peixoto disse...

FORÇA!! O medo combate-se!
:)

telmyy disse...

Os teus pais estão separados?
Bem, a mim não é nada disso, mas também passo muito pouco tempo do ano com o meu pai, visto que ele está na suiça |:

bejinho *

Kate, TheQueen disse...

pois a vida é assim /:

violetta disse...

Mas tu és FORTE!
E além disso tu não és um pêndulo! É natural que quando estejas com um ou com outro sintas mais afinidade. Mas os dois são-te indispensáveis meu amor, por iso não te auto-culpabilizes por algo assim!

mitro disse...

O medo é uma grilheta que atamos nos pés!