4.21.2011

Mundo cão.

People are Evil.
(Frase forte para se começar um texto) mas é a mais pura das verdades.
As pessoas são cruéis.
A comparação mais lógica é a comparação a uma moeda, que possui os dois lados, as duas faces.
Uma pessoa pode ser meiga, simpática, feliz e conseguir mudar totalmente para rancorosa, vingativa e amargurada.
Nós próprios já nos devemos ter sentido assim, uma vez na vida, pelo menos!
É o ódio que anda no ar. Somos seres que não sabemos dar amor pelo simples facto de dar... Queremos sempre algo em troca. E é horrível como as energias das pessoas por quem nos fazemos acompanhar nos afectam.

Há muito tempo que tento manter-me afastada de críticas, maldades, grupos de pessoas influentes e influenciadas, que não são mais que meros parasitas no encalce de algo que as alimente. Mais uma fofoca para serem felizes e se sentirem superiores.
Mas, se pensar bem, também já critiquei. Também me sai pela boca palavras más, de julgamento. E de cada vez que isso acontece, o meu cérebro já automaticamente ilumina a palavra: PERDÃO.
Porque é pavoroso. Só sabemos atacar o outro, ver defeitos.
E então eu sou extremamente insegura... Se conseguir ver algo noutra pessoa que me faça sentir melhor, muito bem! Mas não é assim que deve funcionar...
Será o nosso instinto animal à procura da sobrevivência?
A sobrevivência nestes tempos é bastante diferente do que seria há um século atrás...
A sobrevivência agora depende de dinheiro e aparências.
And I'm full of drama!

6 comentários:

Green disse...

juro que pensei que este posta era sobre a banda, ahahah

Rita disse...

Dás um pontapé ao próprio ar e aparece-nos uma pessoas dessas :S

Saint and Sinner disse...

Verdade... por isso normalmente ando sempre com rapazes. Também criticam, mas não com tanta frequência e com tanta maldade quanto as raparigas.

mary disse...

é querida marta... basicamente as pessoas sentem-se felizes com a infelicidade dos outros! eu, que engordei 6kg este inverno devido a muitas coisas pelas quais passei, vejo um brilho de alegria nos olhos das pessoas que nao gostavam muito de mim e que agora se deliciam por me poder vir dizer "engordaste um bocadinho nao foi?". elas dizem-me isto a sorrir. é triste, é absolutamente triste que as pessoas so se sintam bem com a desgraça dos outros...

Daniela Pereira disse...

Não é uma questão de sobrevivência
é mesmo a simples questão de sermos humanos, não existe bem sem o mal nem o mal sem o bem, as vezes as coisas que mais nos irritam e que nos deixam a sentir injustiçadas são as coisas que mais fazemos, é do inconsciente, nos sabemos que não é bonito, mas a verdade é que estamos a comer as pessoas vivas sem nos apercebermos. Não é que todos sejamos pessoas más, é apenas a nossa natureza.

érre disse...

Infelizmente nos dias de hoje é mesmo assim :/